Contato WhatsappPowered by Rock Convert

Atualmente, o mundo corporativo tem deixado de lado a internet exclusivamente a cabo para implementar um novo sistema de transmissão de dados, a conexão sem fio. Nesse sentido, é essencial mencionar a importância dos dispositivos que promovem essa conexão. Vamos falar do roteador e do Access Point.

Toda essa inovação digital proporciona uma série de vantagens para as empresas, como praticidade, cobertura de longas distâncias e versatilidade, uma vez que esses dispositivos funcionam em vários gadgets.

Mas, afinal, você sabe para que servem esses mecanismos? Neste artigo, você vai entender qual a diferença entre um Access Point e um roteador wireless. Acompanhe a leitura!

O que é um roteador wireless?

Um roteador cria rotas de transmissão de sinal, ou seja, ele recebe determinado pacote de dados e encaminha esse conteúdo para o dispositivo de destino por meio da escolha da melhor rota disponível na rede. Ele também oferece algumas funcionalidades, como configuração de servidores DNS, DHCP e firewall.

Desse modo, a empresa apresenta uma rede de dados com um gateway, uma espécie de ponte responsável por controlar a entrada e saída de informação. Portanto, o roteador funciona como a parte intermediária entre a rede interna (LAN) e a rede externa (WAN).

O que é o Access Point?

Um Access Point é um dispositivo de rede que tem a função de transmitir o sinal de internet para locais onde a cobertura original do roteador é falha ou limitada. Trata-se de aparelhos mais modernos que os repetidores Wi-Fi (roteadores). Sendo assim, o Access Point e o roteador, apesar de serem muito semelhantes, não são a mesma coisa.

Banner meioPowered by Rock Convert

O grande diferencial de um Access Point está no fato de que ele modifica o sinal de transmissão de dados. Isso significa que é possível acessar a rede sem fios da empresa normalmente. No entanto, diferentemente do roteador, o Access Point permite que um sinal via cabo seja retransmitido pelo ar, aumentando a área de cobertura do serviço wireless.

Entretanto, somente um Access Point não torna possível que o usuário navegue na internet, configure servidores ou proteja a rede com firewall, por exemplo. Sua maior vantagem é permitir o acesso à rede local (LAN) por meio da conexão sem fios.

Como escolher o modelo ideal para a empresa?

Na verdade, depende da situação. Caso você já tenha o link de internet e o objetivo seja permitir que outros aparelhos tenham acesso à rede, é necessário um roteador wireless.

Caso já exista um roteador na rede que faça a distribuição do sinal de internet entre outros dispositivos, e o objetivo seja ampliar a cobertura sem fio, o ideal é utilizar um Access Point. Desse modo, será necessário utilizar um cabo de rede ativo para realizar a conexão entre o Access Point e a rede da empresa, possibilitando a transmissão do sinal wireless para outros espaços.

Se, porventura, já houver um roteador na rede, vale usar o Access Point. Entretanto, caso a empresa ainda não disponha desse recurso, não será possível adotar o Access Point com o objetivo de aumentar o alcance da internet, já que ele terá utilidade somente para modificar a conexão local cabeada para a wireless.

Como você pode perceber, tanto o roteador quanto o Access Point são aparelhos que guardam finalidades específicas. Por isso é importante conhecer bem suas funções, já que ambos trabalham em conformidade para fornecer um wireless corporativo completo e bem estruturado para toda a equipe.

Quer otimizar a transmissão de dados na sua empresa? Então, saiba o que levar em consideração antes de instalar uma rede wireless corporativa completa!