Contato WhatsappPowered by Rock Convert

A terceirização dos serviços é uma prática comum dentro do ambiente corporativo. E não poderia ser diferente com o setor de tecnologia. Graças às constantes transformações digitais, cada vez mais as organizações estão delegando as funções estratégicas de gestão para outras empresas.

Nesse sentido, existem diferentes tipos de outsourcing de TI. Apesar de apresentarem diferenças entre si, todos eles são considerados como uma excelente opção para aumentar a eficiência das operações e a produtividade das empresas, além de diminuir as despesas.

Neste artigo, você vai entender quais são os tipos de outsourcing de TI, as suas vantagens e como escolher o modelo ideal para a sua empresa. Boa leitura!

O que é outsourcing de TI?

O outsourcing de TI consiste no processo de terceirização das operações de um departamento da empresa. Desse modo, as atividades se tornam responsabilidade da equipe de gestão tecnológica. É muito comum em casos de atividades de suporte a usuários, aluguel de máquinas, substituição de equipamentos etc.

Nesse sentido, a empresa delega uma parcela das funções secundárias para um parceiro. O outsourcing em TI engloba serviços de gerenciamento de servidores, gestão da segurança da informação, desenvolvimento de aplicativos, controle e recuperação de crises, manutenção de operações de rede etc.

Quais são suas vantagens?

Esse sistema proporciona inúmeros benefícios para as empresas. Conheça, a seguir, alguns exemplos que demonstram as vantagens de se investir no planejamento estratégico e manter uma infraestrutura organizada de outsourcing de TI.

Redução das despesas operacionais

Graças a esse mecanismo, há uma diminuição dos profissionais, ou seja, somente aqueles que sejam estritamente necessários devem permanecer no corpo de funcionários. Desse modo, não há a necessidade de manutenção direta de toda uma equipe.

Além disso, graças à terceirização, você não precisa arcar com custos decorrentes de trocas de máquinas ou do treinamento do time, uma vez que é a empresa terceirizada que fica responsável por essas tarefas.

Otimização das operações

O sistema de outsourcing de TI garante que os profissionais designados para desempenhar as funções sejam capacitados e detenham a devida especialização necessária em diversos setores de sistemas, como suporte e manutenção de aplicativos, por exemplo.

Nesse sentido, graças a uma equipe formada por experts, as atividades se tornam mais eficientes e completas, apresentando uma maior qualidade final. Isso significa que é possível identificar e corrigir falhas com mais rapidez, desenvolver novos sistemas mais eficientes, aperfeiçoar o suporte etc.

Importância no core business

O foco do outsourcing de TI é diminui o tempo e esforço gastos com problemas internos. Nesse sentido, a empresa tem a possibilidade de delegar as atividades consideradas secundárias para equipes terceirizadas e consegue dar mais atenção para as situações mais importantes e que apresentam demandas mais preocupantes no momento.

Isso significa que a equipe principal da empresa cuida de operações críticas, enquanto o time terceirizado toma conta de atividades consideras mais simples e urgentes, ao mesmo tempo.

Mais flexibilidade

A flexibilidade se refere à facilidade de substituição da equipe que presta serviços à empresa, ou seja, esses funcionários podem ser dispensados a qualquer momento. Essa característica facilita a adoção de estratégias mais dinâmicas.

Banner meioPowered by Rock Convert

Assim, se, por exemplo, for implementado um projeto cujo foco é transferir os arquivos e os sistemas de operação para a nuvem, deverá ser convocada uma equipe especialmente capacitada para esse fim. O principal objeto é contratar um time que esteja alinhado com as necessidades e exigências de mercado, e com o intuito de satisfazer ao público.

Quais são os tipos de outsourcing de TI?

Em regra, existem três modalidades de outsourcing de TI: offshore, onshore e nearshore. Todas essas estratégicas têm como foco oferecer as melhores soluções tecnológicas para a empresa.

Offshore Outsourcing

Nesse tipo de outsourcing, a empresa terceiriza funcionários estrangeiros para prestar serviços tecnológicos para ela. Nesse sentido, são enviados empregados com alta capacidade técnica de forma a garantir a qualidade das operações.

Atualmente, os países que costumam oferecer profissionais mais bem qualificados desse ramo são China, Índia, Rússia, Filipinas e outros. Os benefícios estão relacionados com a existência de menos despesas trabalhistas e, como consequência, a empresa pode diminuir os seus gastos.

Conheça as principais vantagens do offshore outsourcing:

  • é possível ter acesso a funcionalidades e ferramentas que não existem no Brasil;
  • os custos com pessoal costumam ser reduzidos;
  • é possível aproveitar as facilidades regulatórias do país que está exportando a mão-de-obra.

Nearshore Outsourcing

Nesse tipo de terceirização, a empresa principal contrata os serviços de outra empresa localizada no exterior, geralmente um país próximo. No caso do Brasil, o nearshore outsourcing costuma ocorrer na América Latina, ou seja, com companhias situadas em nações que fazem fronteira territorial com o nosso país.

Essa característica se dá, principalmente, pela necessidade de reduzir os custos e diminuir os impactos com o fuso horário, diferenças de idioma e outros aspectos culturais. É uma modalidade semelhante ao offshore outsourcing. Contudo, a diferença está no fato de que, no offshore, os funcionários contratados residem em países mais distantes e com uma cultura bem diversificada.

Conheça, a seguir, os benefícios do nearshore outsourcing:

  • custos menores;
  • viajar com mais facilidade para os países que sediam as empresas contratadas;
  • possibilidade de comunicação, mesmo que limitada;
  • cultura parecida;
  • os países fazem parte do Mercosul, o que facilita acordos e Tratados;
  • facilidade média na regulamentação das atividades e realização de auditorias.

Onshore Outsourcing

Nessa modalidade, a empresa fecha com um parceiro que oferece serviços no próprio país, geralmente. Trata-se de uma estratégia mais custosa, porém, que permite uma interação mais forte e rápida entre a equipe, por razões de idioma e culturais.

Os serviços externos são desempenhados na empresa ou de forma remota, graças às ferramentas tecnológicas disponíveis e à facilidade para a comunicação.

Um exemplo de terceirização onshore é o aluguel de dispositivos móveis, como celulares, tablets e notebooks. Esse negócio desobriga a empresa principal de comprar esse tipo de maquinário e a libera da obrigação de realizar a manutenção desses equipamentos, por exemplo.

Conheça as principais vantagens do onshore outsourcing:

  • facilidade de acesso dos profissionais ao local de trabalho;
  • mobilidade e flexibilidade, graças à possibilidade de trabalho remoto;
  • facilidade na comunicação entre os funcionários que formam a equipe;
  • controle e monitoramento de atividades mais facilmente;
  • possibilidade de fazer auditorias;
  • possibilidade de averiguar o cumprimento de direitos trabalhistas etc.

Esses são os tipos de outsourcing de TI disponíveis atualmente. Como você pode perceber, a delegação e terceirização de funções faz parte de muitas empresas. O objetivo é reduzir custos, trazer flexibilidade e otimizar as operações.

Nesse sentido, a ETH TI é uma empresa referência no Brasil, ao auxiliar os clientes na compra servidores, instalação e gerenciamento de equipamentos, além de fornecer segurança de redes. Para saber mais, entre em contato conosco e conheça nossos planos de gestão, outsourcing de TI e infraestrutura!